Acompanhe aqui as reparações no multiusos

Reparações multiusos
        Clique Aqui

23 novembro 2019

Hoje rolou a bola 23-11-2019

HOJE ROLOU A BOLA
«O melhor conselho que se pode dar às crianças é que, nos seus tempos livres, desfrutem jogando e não se deixem fechar na caixa que os adultos fabricaram para elas.»
Michael Jordan (in Fonseca & Garganta, 2006, p. 13)


16 novembro 2019

ROLOU A BOLA 16-11- 2019

Hoje rolou a bola. De acordo com a Unicef, há evidências de que o desporto e a brincadeira melhoram o desenvolvimento e a aprendizagem da criança e estimulam um melhor desempenho académico. O desporto pode ser usado para promover um ambiente seguro e protetor para as crianças e ensina os jovens como resolver conflitos de forma não violenta. As atividades desportivas podem ser de baixo custo ao utilizar-se recursos disponíveis localmente (como os equipamentos desportivos em jardins e parques).

02 novembro 2019

ROLOU A BOLA (2 - 11- 2019)

Hoje rolou a bola!
O desporto ensina as crianças a compreenderem que a vida se faz de sucessos e insucessos, e que é importante aprender com os momentos de crise que vão acontecer ao longo da vida. Perder não significa fracasso. É uma consequência lógica da prática desportiva, onde só existem três hipóteses possíveis: vencer, empatar ou perder. A derrota estimula também a procura pela melhoria.
(Filipa Lopes)

26 outubro 2019

Hoje rolou a bola 26-10-2019

Hoje rolou a bola
Os ganhos proporcionados com os deportos coletivos com bola são inúmeros.
Durante as partidas, os jovens podem adquirir a perceção de lateralidade, velocidade de reação, agilidade e melhor coordenação motora.
As tomadas de decisão — individuais ou coletivas — também são favorecidas.
São indicados também para ser praticados em família. Ou seja, é garantia de diversão e ainda contribui para unir pais e filhos. O espírito de equipa gerado pelos jogos desportivos coletivos pode fortalecer os laços familiares.


12 outubro 2019

Hoje rolou a bola (12-10-2019)


Praticar um desporto durante o crescimento é de grande importância para o desenvolvimento integral, físico e social das crianças e jovens.

28 setembro 2019

Hoje rolou a bola 28-9-2019

No Desporto pode-se aprender:
O Valor da saúde, pois a prática desportiva apela à adoção de um estilo de vida saudável;
O valor da cooperação, pois num desporto de equipa só se conseguem atingir os objetivos quando todos unem esforços em torno de um projeto comum;
O valor do respeito, ou reconhecer que todos erram e que o mais importante é apoiar os colegas nos maus momentos, para que os colegas façam o mesmo;
O valor da Amizade, pois a prática desportiva favorece a possibilidade de se fazerem amigos;
O valor da justiça, recusando vantagens injustificadas e reconhecendo no adversário um elemento indispensável sem o qual não há competição;
O valor da Multi-culturalidade, pois na prática desportiva, os mais jovens partilharão o mesmo espaço com crianças de diferentes meios económicos e culturais, contribuindo para o respeito pelas diferentes culturas;
O valor do Empenho, pois aprenderão que para se atingir um determinado objetivo é necessário, muito trabalho, esforço e dedicação, sem os quais nunca obterão sucesso;
O valor da Derrota. O desporto ensina as crianças a compreenderem que a vida se faz de sucessos e insucessos e que é importante aprender com os insucessos que vão surgindo ao longo da vida.



17 junho 2019

C.F.“OS BARULHENTOS” MAIS UMA VELA QUE SIMBOLIZA, A CONQUISTA DE MAIS UM ANO, A LUZ DA VIDA. «Como todos os dias se celebram milhares de aniversários no mundo, é interessante saber qual a origem deste costume. Os aniversários têm origem pagã relacionada com a magia (as velas simbolizam a ligação com espiritual e protecção) e com a religião, embora no caso do cristianismo este costume estivesse abolido até ao século IV, altura em que a Igreja começou a comemorar o nascimento de Jesus Cristo. Na antiga Grécia na Grécia, onde todos os anos se homenageava a Deusa da caça, Artemis, com um bolo e várias velas em cima de bolos de mel redondos para simbolizar a lua que, segundo a mitologia grega, era a forma da Deusa Artemis se expressar. Nessas sociedades primordiais as comemorações de aniversário eram reservadas às classes sociais de elite e aos deuses. Assim, tanto os egípcios como os gregos restringiam essas festividades apenas aos faraós e deuses. Já os romanos permitiam essas celebrações apenas ao imperador, à sua família e aos senadores. Com o tempo esse hábito acabou por chegar à Alemanha, na Idade Média, onde os camponeses festejam os aniversários dos seus filhos com um bolo, as velas em número idêntico à idade da criança e mais uma vela que simbolizava a luz da Vida. Para se perceber a importância dos aniversários natalícios, deve-se compreender que na Idade Média as pessoas tinham uma crença profunda na existência de espíritos bons e de espíritos maus. Todos receavam que esses espíritos maus causassem mal ao aniversariante no seu dia de nascimento, pelo que ele ficava rodeado pela família e pelos amigos, cujos votos de felicidade e sua própria presença, o protegeriam contra os perigos desconhecidos que esse dia supostamente representava. A oferenda de presentes resultava numa protecção mais forte e quando acompanhada por uma refeição em conjunto ajudava a invocar a presença dos espíritos bons. Pode-se portanto concluir que nesses tempos a festa de aniversário natalício destinava-se essencialmente a proteger a pessoa do mal e a tentar garantir que tivesse um bom ano à sua frente.» Actualmente as festas de aniversário servem para celebrar a conquista de mais um ano de vida e já não se invocam espíritos bons ou se tenta afastar espíritos maus. Trata-se essencialmente de um dia que se quer feliz e alegre, passado na companhia das pessoas que nos são mais queridas e importantes. “Blog a Origem das coisas”